M0N0

Síria, conflito brutal fora e dentro do campo de batalha

Arquivado em Mundo | tags: guerra, mortes, violência | Compartilhe


Gráfico principal

Descrição

A questão dos refugiados sírios tentando escapar da brutal guerra civil do país talvez seja uma das grandes preocupações do mundo hoje, e com razão. É uma crise imigratória, política e até econômica, mas, acima de tudo, humanitária. Estima-se mais de 5 milhões de refugiados, com mais de 400 mil mortos.

Para se ter uma ideia da escala do conflito com outros atuais, separei os 9 conflitos que mataram mais de 1.000 pessoas em batalha, segundo dados do Uppsala Conflict Data Program mais atuais no site do Banco Mundial, relativos a 2015.

Na Síria, foram mais de 45 mil mortos apenas naquele ano, tanto militares quanto civis, um número que, quando atualizado, não deve surpreender se for ainda maior, após a intervenção de diversas partes no ano passado.

A metodologia afirma que “mortes em batalha” são mortes ocorridas durante batalha entre partes em conflito, tipicamente sob táticas de guerra envolvendo forças armadas, como combate aberto, atividades de guerrilha e todos os tipos de bombardeamento de unidades militares, cidades etc., tendo geralmente posições militares como principal alvo, mesmo que haja dano colaterais e mortes de civis.

Iraque também deve ver um aumento nesses números, por conta da ofensiva do governo contra o Estado Islâmico.

As informações de “guerra civil” e “conflito interno” são baseados no excelente projeto Global Conflit Tracker, do excepcional Council on Foreign Relations.

Referências